segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Em busca de projetos para melhorar a vida do cidadão

Governo fará levantamento de fundos públicos e privados para identificar interessados em investir no DF

Os integrantes do Conselho Permanente de Políticas Públicas e Gestão Governamental do Distrito Federal vão buscar sugestões para o GDF captar recursos e financiar projetos e ações que possam melhorar a vida da população. O vice-governador Paco Britto fará um levantamento de fundos públicos e privados que possam ter interesse em investir no DF.

Paco Britto, ao presidir a primeira reunião de trabalho do conselho na manhã desta quarta-feira (13), disse que o governo precisa ir em busca de capital já que o DF tem pouca capacidade de endividamento. “Se não fizermos isso, não vamos para frente”, advertiu. “É preciso fazer um levantamento de quais são os fundos e onde eles estão para montarmos uma apresentação para vender as oportunidades do Distrito Federal. Precisamos mostrar como é o DF, o que pode ser feito aqui em termos de investimento e as facilidades de retorno pelo fato de o DF ser o centro geográfico do Brasil e da América Latina. ”

Durante o encontro, o grupo discutiu a possível participação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no crescimento do DF. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ruy Coutinho, esteve com a diretoria do banco e vem negociando a inclusão do DF em um fundo de investimento social que está sendo elaborado pelo BNDES.

Participação da sociedade

O Conselho Permanente de Políticas Públicas e Gestão Governamental do Distrito Federal reúne secretários de Estado e lideranças do setor produtivo com a missão de assessorar o GDF na formulação e execução de políticas públicas. Eles vão se reunir ordinariamente uma vez por mês para acompanhar a implantação das políticas e a execução dos programas, projetos e ações do governo.

O conselho é presidido pelo governador Ibaneis Rocha e, na ausência dele, pelo vice-governador, Paco Britto. Também integram o grupo, além de Ruy Coutinho, o chefe da Casa Civil, Eumar Novacki; o secretário de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão, André Clemente; o secretário de Comunicação, Welligton Moraes e a procuradora-geral do Distrito Federal, Ludmila Galvão.

Também são membros do Conselho cinco lideranças de reconhecida representatividade em diferentes setores da sociedade: os empresários Paulo Muniz, José Humberto Pires e Sandra Soares Costa, fundadora do Sabin; Rose Rainha, diretora de Administração e Finanças do Sebrae no DF; Ilda Peliz, ex-presidente da Abrace, e um representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/DF).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana