quinta-feira, 27 de abril de 2017

Estadão: Marconi pediu propina 'do tamanho da Odebrecht em Goiás'

O jornal O Estado de São Paulo, o Estadão, destaca em sua edição desta segunda-feira, 24, detalhes da delação de Fernando Reis, executivo da empreiteira, onde narra como foi sua apresentação ao governador em 2010, em jantar na casa do então senador Demóstenes Torres

O jornal O Estado de São Paulo, o Estadão, destaca em sua edição desta segunda-feira, 24, detalhes da delação de Fernando Reis, executivo da empreiteira, onde narra como foi sua apresentação ao governador em 2010, em jantar na casa do então senador Demóstenes Torres.

Fernando achou alto o valor pedido por Marconi Perillo (PSDB) de R$ 50 milhões, para sua campanha de reeleição em 2014, mas se comprometeu a doar R$ 8 milhões, via caixa dois, à campanha de Marconi.

Executivos da construtora relatam que, à mesa, Marconi ressaltou que a empresa teria muito a "ganhar" em Goiás e afirmou que gostaria de uma contribuição ‘do tamanho da Odebrecht’ no Estado, de R$ 50 milhões de reais.

A reportagem lembra que além dos R$ 8 milhões recebidos, em 2014, o tucano já havia recebido R$ 2 milhões de caixa dois na campanha de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Melhores da semana