quinta-feira, 10 de julho de 2014

Reunião dos Brics definirá novo banco de desenvolvimento

Também será discutida a criação do fundo Arranjo Contingente de Reservas (CRA), para ajudar os países do bloco em caso de dificuldades com balanço de pagamentos.

Segundo o subsecretário de Política do Ministério das Relações Exteriores, embaixador José Alfredo Graça Lima, o banco e o fundo “não serão competidores do Banco Mundial (Bird) nem do Fundo Monetário Internacional (FMI), mas suplementares a estas instituições”.

Segundo informações de Graça Lima, o banco terá capital inicial de US$ 50 bilhões, sendo US$ 10 bilhões em recursos e US$ 40 bilhões em garantias. Depois da assinatura do acordo para sua criação, o banco terá que ser aprovado pelos parlamentos dos cinco países.

Quanto ao fundo, o embaixador informou que o capital inicial será de US$ 100 bilhões e que o seu objetivo será enfrentar desequilíbrios nos balanços de pagamentos de algum dos países do Brics, que venha a enfrentar dificuldades.

Melhores da semana